Compartilhe:

Como funciona?

O Mapa Segunda Instância é uma ferramenta criada pelo Vem Pra Rua para mobilizar a sociedade civil a fim de pressionar os parlamentares pela aprovação tanto da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) quanto da alteração do Código de Processo Penal, para que seja possível autorizar imediatamente a Prisão após Segunda Instância no Brasil.

Desenvolvido pela equipe de tecnologia do Movimento, o Mapa Segunda Instância é resultado de um intenso trabalho de pesquisa e cruzamento de diversas fontes de dados públicos, entre elas a Câmara dos Deputados, o Senado Federal, o Tribunal Superior Eleitoral, o IBGE, o Registro.br, além do site de busca Google e das redes sociais Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Os parlamentares são classificados de acordo com sua opinião sobre o aprovação da Prisão após Segunda Instância, da seguinte forma:

Indeciso

Os indecisos

Se o parlamentar está indeciso sobre a prisão após segunda instância, você pode entrar em contato com ele para cobrá-lo por seu posicionamento. Mas, atenção, um parlamentar só será considerado a favor da prisão após segunda instância se fizer uma declaração pública de apoio tanto à PEC (Proposta de Emenda Constitucional) como à mudança imediata do CPP (Código de Processo Penal) para permitir a prisão após segunda instância. Não basta apoiar apenas uma destas iniciativas.

Use os dados do parlamentar para escrever a ele, telefonar, postar nas suas redes sociais, cobrando seu posicionamento.

Contra

Os contrários

Se o parlamentar é contra a prisão após segunda instância, você pode expor esta realidade a quem quiser: sua rede de amigos, mídias sociais, etc. Você pode ainda entrar nas redes sociais do parlamentar para expressar sua opinião e pedir para que ele reveja sua posição.

A favor

Os favoráveis

Se o parlamentar é a favor da prisão após segunda instância, você pode apoiá-lo em suas redes sociais.

E quais são os critérios usados para definir o posicionamento de cada parlamentar?

Classificamos como a favor os parlamentares que fizerem declarações públicas favoráveis à aprovação da Prisão após Segunda Instância, deixando inequívoco o seu apoio tanto a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) como à mudança imediata do Código de Processo Penal. O apoio a apenas uma destas iniciativas não é suficiente.

No grupo dos indecisos, classificamos todos os parlamentares que não se manifestarem ou aqueles que, no nosso entendimento, não se posicionarem de maneira clara sobre o assunto. Estes são os que mais precisam ser cobrados.

Já os parlamentares que se declararem contra a Prisão após Segunda Instância, são classificados como contra e devem ser pressionados por todos para que revejam sua posição.

Quero participar. Por onde começar?

A primeira coisa a fazer é divulgar este site para seus amigos. Quanto mais pessoas ajudarem, maior será a pressão.

Após isso, você pode entrar em contato com os parlamentares do seu estado, cobrar o posicionamento dos indecisos, e pressionar os que estão contra a Prisão após Segunda Instância.

Aprovar esta mudança é uma questão de justiça. O Brasil precisa avançar no combate à criminalidade e à corrupção.

E se eu tenho pouco tempo?

Sugerimos que você vá direto para a Bola da Vez, clique num parlamentar e entre em contato com ele por qualquer dos meios que o Mapa oferece: telefone, email, Facebook, Twitter, etc.

Sempre que tiver 5 minutos livres e quiser exercer cidadania, cobre de um político seu posicionamento.

Lista de e-mails